quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Irresponsabilidade

O Secretário da Agricultura, João Rodrigues, sem conhecimento e demagogicamente, mente e tenta faturar politicamente em cima da tragédia da maricultura. Como ele consegue garantir nas entrevistas que a saúde da população não está ameaçada pelo vazamento de óleo no sul da Ilha? Chegou a dizer que peixes e moluscos estão livres de contaminação porque foram colhidos antes do vazamento. Ora, se o problema ocorreu em novembro - e só agora foi divulgado - quer dizer que o que está sendo vendido no mercado, peixarias e restaurantes tem, no mínimo, quatro meses de idade? Cara de pau esse secretário. Deve entender de frango e linguíça, e olhe lá.

4 comentários:

Sergio Rubim disse...

Eu vi a entrevista, Mário. É coisa de doido. É impressionante como esses políticos vão para a frente das cemêras e dizem qualquer coisa, inventam histórias, mentem, prometem e os repórteres aceitam tudo passivamente sem nenhuma intervenção, questionamento, sem levantar alguma dúvida. Na verdade são despreparados. Não conhecem nada do assunto. A entrevista não é uma entrevista:é a publicação de um release ao vivo.

Mário Medaglia disse...

O mesmo está acontecendo com a oportuna intervenção do Ministério Público de SC no campeonato catarinense. Leviandade dos dirigentes e desconhecimento somado ao conflito de interesses promovem um grande festival de besteiras. Tem gente defendendo a infração à legislação estabelecida pelo Ministério do Esporte, Estatuto do Torcedor e pelo próprio regulamento do campeonato. Sem contar a ameaça de baderna na porta dos estádios caso a torcida não possa entrar.

Anônimo disse...

Vocês dois, que são jornalistas e dos bons, estão se esquecendo de uma informação que explica tudo: o secretário da Agricultura, João Rodrigues, é do grupo político, dentro do PSD, a que pertence o até ontem presidente da Celesc e responsável pelo vazamento criminoso do ascarel, Antônio Marcos Gavazzoni. O Antônio Gavazzoni foi procurador-geral do município de Chapecó, durante o mandato de João Rodrigues como prefeito. Daí...

Mário Medaglia disse...

Daí tudo farinha do mesmo saco