quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

A CBF e suas trapalhadas

Demorou mas aconteceu. Os organizadores do Campeonato Brasileiro, até aqui levado sem sustos, ganhou no final uma grande polêmica por causa do jogo de domingo entre Goiás e São Paulo no Distrito Federal, em um estádio com capacidade para apenas 20 mil espectadores. Essa partida, programada para o Serra Dourada, estádio do mandante, mudou de local e de Estado por causa da punição ao clube goiano. Aí começaram as lambanças: jogo decisivo em estádio pequeno, ingressos a R$ 400,00, gritaria do Grêmio que se sente prejudicado por tabela, arrecadação menor para o Goiás que pretende ao menos equilibrar o prejuízo – por isso os preços absurdos – e uma grande discussão desviando o foco que é o futebol jogado no campo. No meio disso tudo entrou o Ministério Público e os ingressos baixaram para preços módicos entre R$ 150,00 e R$ 200,00. Mas a encrenca continua por conta da falta de visão da CBF que poderia, por exemplo, ter marcado esse confronto decisivo para o Parque do Sabiá, em Minas Gerais, que abriga confortavelmente 50 mil torcedores.

Nenhum comentário: