quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Sessão grampo

A festa com o nosso dinheiro no Pan (direto do blog do Juca Kfouri)

“O relatório do Tribunal de Contas da União sobre os gastos públicos no Pan-2007, divulgado hoje (24/09), é ainda parcial, porque faltam dados não só do Ministério do Esporte como também das diversas estatais que apoiaram o evento.
O Ministério tem 30 dias para apresentar suas contas definitivas e as estatais, 15.
Seja como for, há dados que dão a medida do descalabro cometido com o seu, o meu, o nosso suado dinheirinho.
Sabe quanto custou aos cofres públicos a diária de cada atleta hospedado na Vila Pan-Americana?
A incrível quantia de R$ 1.137, 00 por dia, repita-se, algo muito superior ao que cobram os melhores hotéis cariocas, como, aliás, o relatório faz questão de observar.
Mas há muito mais.
O documento faz referências a gastos "despropositados" e volta a mencionar o escândalo cometido com o sistema de credenciamento, originalmente orçado em R$ 55.000,00 e que chegou à casa, pasme, de nada mais nada menos do que 26,7 milhões de reais.
O cálculo, repita-se, ainda parcial estima em 3,3 bilhões de reais o total de dinheiro público gasto no evento, alguma coisa de assombroso numa competição da terceira divisão internacional e de apenas duas semanas.
Lembremos que, segundo o orçamento inicial, os gastos públicos seriam da ordem de R$ 523,84 milhões.
Há casos ainda como os de materiais importados, dardos, varas de salto e material para o taekwondo, encontrados pelos fiscais do TCU nos depósitos do Comitê Olímpico Brasileiro, que simplesmente não foram usados porque chegaram ao país depois do fim dos Jogos.
Não é mesmo de se tirar o chapéu para Carlos Nuzman e Orlando Silva?”

Nenhum comentário: