terça-feira, 19 de agosto de 2008

Faltou a mordomia

Delfim Peixoto justificou sua ausência no julgamento do caso Marcílio-Toledo com a falta de convite. Significa dizer, na verdade, que os dirigentes do Marinheiro não quiseram pagar passagens para o Rio de Janeiro e hospedagem em hotel não menos que quatro estrelas. Para um presidente de Federação que jura não fazer distinção entre seus filiados, desculpa esfarrapada é pouco para adjetivar a atitude do doutor Delfim. Afinal de contas, os clubes vivem pagando taxas até pelos seus espirros.

Nenhum comentário: