terça-feira, 15 de novembro de 2011

Corromperam São Pedro, mas a "Marcha" saiu

foto by Medaglia


Criciúma amanheceu com o tempo enfarruscado e sob uma chuva fina que poderia comprometer a “Marcha Contra a Corrupção”, organizada através das mídias sociais com o reforço da mídia local que ajudou na divulgação. Pouco antes das 9 horas os participantes começaram a chegar na rodoviária,centro da cidade e ponto de partida para a manifestação.Ali, protegidos pelas marquises, reforçaram o apelo através do carro de som, apitaço e muita gritaria.

Em resumo, nada atrapalhou a “Marcha”, que saiu um pouco depois do horário previsto e com a adesão de outros grupos foi ganhando corpo ao longo da Avenida Centenário, principal via da cidade. Não vou arriscar número porque não sou bom nisso e não gosto do chutômetro. Só posso garantir que o suborno a um funcionário do São Pedro não adiantou. Como de praxe, o chefe disse não saber de nada e prometeu investigar, doa a quem doer.


O fato é que a “Marcha Contra a Corrupção” atingiu seus objetivos, envolvendo gente de todas as idades que caminhou cerca de dois quilômetros sob chuvisqueiro intermitente até o Parque das Nações, local do encontro. Quem sabe até os milhares de atletas de outras regiões que estão em Criciúma disputando os Jogos Abertos tenham acordado nesta terça-feira chuvosa para a triste realidade brasileira e acabem engajados neste movimento apartidário e nascido do povo.

Nenhum comentário: