sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A mentira de pernas longuíssimas

Quinta-feira, 10h30,viaduto em Morro Alto, Torres RS. Cadê os operários? (foto Gerson Schirmer)

Na última semanada andei pela BR-101, ida e binda a Porto Alegre, a bordo de um “Anjo Class” da Santo Anjo da Guarda, uma das poucas coisas que funciona no transporte interestadual. É um ônibus muito confortável, com apenas seis poltronas leito na parte de baixo, duas delas individuais, sem chance de algum chato alugar sua cabeça com conversa fiada especial, embalada para viagem. O espaço sem muvuca, coisa meio nova e disponibilizada por algumas empresas, permite a leitura com possibilidade de eliminação do som quando não se quer aturar filminhos barulhentos e insuportáveis. Só falta trocar o local de parada para lanche. Quem como eu faz o trecho Floripa-Poa-Floripa desde o comecinho dos anos 70, sabe bem o que é um “Japonês”. E o quanto é ruim a gororoba servida aos passantes naquela casa.

O papo em questão, um longo “nariz de cera” no jargão jornalístico, introduz ou reintroduz (êpa) o lero-lero da 101. Como viajei de dia, do janelão do ônibus deu para perceber a quantas andamos (para trás) nas obras de duplicação. Nos trechos em que há alguma atividade não mais que meia dúzia de operários está lá garantindo a figuração. O DNIT silencia ou mente sobre o Morro dos Cavalos, ponte de Cabeçudas e Morro do Formigão, trecho com não mais de 11 quilômetros. Nem projeto, licitações, muito menos obras. Mas ainda há outros lotes sem conclusão, um deles já abandonado, pasmem, por sete empreiteiras.

Vamos chegar à Copa de 2014 sem estrada e com os candidatos mentindo adoidados, como acontecia desde os tempos da buchada de bode, passando depois por gente empoleirada em trator, tomando cafezinho em lanchonetes populares, segurando no colo e beijando criancinhas, andando de metrô, em lombo de burro e outros meios de transporte, sempre ao alcance das câmeras. E promessas, muitas promessas, cada uma mais mentirosa que a outra.

Está tudo documentado através de filmes e fotos pelo repórter fotográfico Gerson Schirmer no seu blog www.reporterbr101.ning.com Semanalmente, por razões profissionais, ele percorre os trechos catarinenses e gaúchos documentando a mentira e a enrolação que atravessaram dois mandatos de Fernando Henrique, com sequência em mais dois do Luiz Inácio Lula da Silva.

Um comentário:

Daqui Por Diante disse...

Essas reformas, tapa-buracos (epa), e duplicações são o ganha-pão superfaturado desses governos todos, infelizmente.

Enquanto a coisa nunca muda, pelo visto, nossos bolsos sentem o valor dos impostos, dos IPVA's da vida e sabe-se lá mais o que ainda vai vir.