sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Deus é fiel e come pizza



Lembram do Edílson Pereira de Carvalho, aquele árbitro que chefiava a máfia do apito que deixou sob suspeita o Campeonato Brasileiro de 2005? Pois o caso está no Tribunal de Justiça de São Paulo e o placar aponta 2 a 0 para os mafiosos. Ainda falta um voto e, a não ser que um dos desembargadores que já votaram mude de opinião, Edílson, capo di tutti capi, escapará ileso e poderá comemorar a absolvição em uma das boas pizzarias paulistas. Ele só não conseguirá mais entrar em campo para mostrar aos jogadores seus cartões amarelos e vermelhos personalizados com a inscrição Deus é fiel.

Nenhum comentário: