quarta-feira, 10 de julho de 2013

Esporte e palavras


Se palavras e boas intenções levassem o esporte catarinense ao patamar que merece, o estado seria imbatível em competições de qualquer nível. A solenidade de terça-feira à noite, no lançamento da 53ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, programados para novembro, em Blumenau, foi pródiga em otimismo e avaliações positivas de presente e futuro. Expressões como instrumento de inclusão social, de saúde, educação e elevação do espírito esportivo com a prática do esporte desde a escola, marcaram presença em todos os pronunciamentos das autoridades. 

O cerimonial preferiu uma “estrela” da televisão para conduzir o evento no auditório Antonieta de Barros, da Assembleia. Não chamou ninguém   para falar pelos atletas, ou ao menos para representa-los como integrantes da mesa de autoridades. Afinal, na plateia estavam, além de outros esportistas, “olímpicos”  como o ex-ciclista e ex-presidente da FME de Blumenau, Marcelo Greuel, e o atual presidente daquela FME, o ex-marcha atlética, Sérgio Galdino. Parece que suas experiências como dirigentes de uma fundação esportiva importante (Blumenau tem 39 títulos em Jogos Abertos), e representantes do Brasil em Olimpíadas, não os credenciavam para dirigir umas poucas palavras aos presentes, entre as muitas que foram ditas por políticos e futuros candidatos na eleição de 2014.
Mesa do esporte sem atletas - Foto James Tavares/Secom
 Na eclética mesa que incluía dois desembargadores, falaram Vadinho, o presidente da Fesporte, o presidente da Assembleia Legislativa, Joares Ponticelli, o prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, Beto Martins, o secretário de estado da Cultura, Turismo e Esporte e, por último, o governador Raimundo Colombo. Foi o único, aliás, com um discurso descontraído e cheio de boas histórias do seu tempo de atleta, a lembrar dos seus ex-parceiros de quadra e dos jornalistas esportivos, ali representados pelo presidente da Acesc, JB Telles.

Os grandes protagonistas dos Jogos Abertos, foram lembrados apenas nas homenagens anteriores aos discursos. Os blumenauenses Thiago Splitter e Romeu Iering ganharam do Conselho Estadual do Esporte, a medalha gran mérito. Lilian de Fátima Pinto, viúva de Edinho, atleta do futsal e um dos últimos presidentes da Fesporte, Janga, o funcionário mais antigo da instituição e Alva Pessi, viúva de Orlando Pessi (Torrado), homem do basquete, também estavam entre os homenageados da noite.

Nenhum comentário: