terça-feira, 16 de julho de 2013

Cartões e cassetetes

O comentarista Neto não só mostrou o episódio no seu programa na Band como fez um escândalo sobre a injustificável agressão de policiais militares ao assessor de imprensa da Chapecoense, Diego Carvalho. O destempero de quem deve zelar pela segurança no estádio aconteceu no jogo entre Chapecoense e Joinville sábado, na Arena Joinville, com arbitragem toda de Santa Catarina. Coincidentemente o quarto árbitro, também dos quadros da Federação Catarinense, era o oficial da Polícia Militar, Jefferson Schmidt. 

Quem será que deu a ordem para a violência contra o jornalista mostrada no programa do Neto e reproduzida no site da Uol? A mim não interessa o que teria feito o profissional agredido. Nada justifica tamanha violência, testemunhada por populares e pela direção da Chapecoense. Não interessa, igualmente, se o jornalista é filiado à nossa associação de cronistas esportivos ou à do Rio Grande do Sul. O fato merece punição rigorosa aos agressores, devidamente identificados no vídeo, e ao comandante da operação. Podem ter misturado alhos com bugalhos, para ser mais claro, confundiram as funções de árbitro com a de um policial militar. Vai ficar por isso mesmo? Um árbitro e oficial da PM pode, ao mesmo tempo, usar os cartões para punir jogadores e o cassetete para agredir jornalistas?

http://esporte.band.uol.com.br/osdonosdabola/videos.asp?v=14593443 

Nenhum comentário: