sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

De Raimundo, Césares e Ada

Não fosse a gravidade do momento daria pra rir das declarações das autoridades municipais e estaduais. O prefeito César Souza Jr disse não admitir que o sindicato mande na cidade. Estava se referindo, claro, aos trabalhadores do transporte coletivo, ameaçados todos os dias pela falta de segurança. Mas a bandidagem pode decretar toque de recolher na cidade, isso pode. Pelo menos parece que nosso alcaide vai botar a Guarda Municipal para trabalhar ajudando nas escoltas.

Os inoperantes e invisíveis azuizinhos vão borrar as calças, pouco acostumados a tarefas mais árduas que não sejam parar sob as sombras das árvores nas avenidas e multar o cidadão desasistido. Ah, como a dona Ângela foi sábia e premonitória ao cunhar esta expressão. E a secretária Ada de Luca usou o "nada a declarar" depois da reunião com os vereadores. O pouco que abriu a boca foi para mentir e falar besteira, sua especialidade, aliás. E por onde anda o outro César, o Grubba, conhecido pela alcunha de Secretário da Segurança?

Estamos bem arranjados, os palácios governamentais de Florianópolis nunca estiveram tão mal ocupados. Vamos nos garantir comendo brioches, ainda que a Maria Antonieta da Justiça e Cidadania, Ada Lili para os íntimos, ainda não tenha recomendado. Acho que ela prefere rosquinhas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Com todo respeito, mas o César tava se referindo a isso>>
Video bombando na internet mostra o descaso do sindicato com as lideranças de nossa cidade. Não respeitam nem o prefeito, imagina o cidadão que sempre leva fumo. Olha a corja de sindicalistas que o prefeito tem que peitar,,,Sindicalistas profissionais...

http://www.youtube.com/watch?v=siiuODCqAI4&feature=youtu.be