terça-feira, 3 de julho de 2012

A Net ataca de novo


Saí para a academia segunda-feira cedo e na volta não consegui entrar em casa. Sem aviso a Celesc trocou  um poste na frente do nosso portão. Sem luz, internet, telefone e televisão, o problema agora é da Net diz a Celesc. Tô ferrado. E se começar aquele conhecido jogo de empurra sabe-se lá quando terei minha comunicação doméstica restabelecida.


Então ficou assim a minha terça-feira. A Net sumiu, o meu Combo também. Continuo sem telefone, tv e internet. Vão deixar passar a Libertadores e a Copa do Brasil pra arrumar o cabeamento na rua, no poste novo que a Celesc botou. Lá vou eu atrás do SAC da Net. Haja SACO


E fui atrás do SAC Net, que deveria se chamar SMAC, Serviço de Mau Atendimento ao Cliente. Tarde da noite de segunda, via o "fale conosco" não teve jeito. É um tal de pedir senha, reprodução de caracteres, até chegar a informação que o site está em reforma e que você tem que fazer novo cadastramento.


Decidi então pelo telefone, via meu celular, no 10621. Aí você ouve aquele sujeito gravado metido a esperto e a saber de tudo, até a coisa não funcionar e cair num atendente. Parece ir tudo bem quando de repente, não mais que de repente, o solícito Yuri, nome do sujeito do outro lado, diz que não há nenhum comunicado pedindo atendimento para consertar o estrago, como me disse mentirosamente o cara da Celesc. 


Tenho o registro de protocolo, uma penca interminável de números, que no caso da Net serve para muito pouco, a não ser para se ganhar outra penca registrando mais um atendimento. O Yuri jura que hoje (terça) os técnicos vão aparecer. Não vou ficar  esperando porque tenho compromissos, ao contrário do que a turma da Net pensa pedindo que a gente espere sentado naquela flexível faixa de horário estabelecida pelos atendentes.


Felizmente tem um amigo trabalhando em casa no nosso condomínio e que só por isso estará de plantão. São três assinantes, cidadãos desassistidos, como dizia aquela senhora prefeita, aguardando aqueles caras que chegam e às vezes olham para o poste e dizem que falta um equipamento e que outra equipe terá que resolver o problema antes que as conexões sejam restabelecidas.



O custo mensal dessa falta de respeito?  Nem te conto.


ATUALIZANDO


Técnico da Net resolveu o problema e passou a bola para a Celesc, que não precisaria desligar nada na troca de postes. Três assinantes Net mais um cliente da Oi no final da rua Manoel Isidoro Augusto, no Rio Tavares, foram prejudicados nessa operação desastrada e justificada mentirosamente pela equipe da Celesc.




Nenhum comentário: