sábado, 3 de março de 2012

Felizes para sempre. E foda-se o futebol brasileiro



Os ventos fortes que ameaçavam com uma forte turbulência o prédio da CBF e a gestão do eternizado Ricardo Teixeira não passaram de uma brisa. Os 27 presidentes de federações estaduais, sustentáculo do atual presidente da entidade, acabaram refrescados com um cala a boca que representa aumento de 60% nos repasses mensais às suas combalidas entidades.

Ou seja, a Assembléia Geral da última sexta-feira deu em nada. A cartolagem voltou pra casa feliz e cada vez mais unida em torno do doutor Ricardo. No máximo ele vai tirar uma rápida licença pra tratar da saúde, um pouco debilitada nos últimos tempos pelas atribulações do cargo.

O fotógrafo Ricardo Stuckert captou bem o grau de satisfação dos presentes à Assembléia no Rio de Janeiro. Com nosso ínclito e barbudo Delfim Peixoto a frente, o enquadramento dos papagaios de pirata mostra o quão felizes estão todos com a administração do futebol brasileiro.

Nenhum comentário: