segunda-feira, 8 de agosto de 2011

O 13 de Zagalo ronda o Brasileirão


A superstição de Zagalo com o número 13 sobrevive junto aos seus 80 anos bem vividos. Até na homenagem dos botafoguenses ao aniversariante e um dos seus mais ilustres torcedores domingo, no Engenhão, o “velho lobo” abraçou o 13, ao ser cumprimentado por Loco Abreu. Pois o atacante, vestindo a camisa treze, acabou marcando dois gols na goleada de 4 a 0 sobre o Vasco, além de ser escolhido como um dos destaques do clássico.

Não era a décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro, mas o número preferido do Zagalo apareceu com força também longe do Engenhão. Dorival Júnior, demitido logo após a derrota do Atlético MG para o Figueirense sábado à noite, foi o 13º treinador a perder o cargo. Os companheiros de infortúnio treze do Dorival até aqui são Cuca (Cruzeiro), Enderson Moreira (Flu), Falcão (Inter), Renato Gaúcho e Julinho Camargo (Grêmio), Mauro Fernandes, Antônio Lopes e Milagres (América MG), PC Gusmão (Ceará), Silas (Avaí), Carpeggiani (SP) e Adilson Batista (Atlético PR). Como o Brasileiro só termina em dezembro é possível que nesse ritmo o número de demitidos chegue a 26, duas vezes 13. Xô Zagalo.

Nenhum comentário: