terça-feira, 8 de junho de 2010

O exterminador do futuro

Chamusca (foto site do Avaí)

O Avaí chamou a imprensa para anunciar com alarde que firmou convênio com o Santa Fé da Argentina, clube formador de atletas. Pra que, pergunto eu? Talvez para fornecer jovens jogadores ao clube argentino. Só pode ser, porque diante das atuais circunstâncias não vejo o menor sentido nesta parceria. O Avaí tem se notabilizado pelo péssimo aproveitamento de suas divisões de base. Os cadáveres ainda não esfriaram, fruto do extermínio cometido pelo treinador Péricles Chamusca a partir do fim do campeonato catarinense com chancela dos homens do futebol, leia-se direção e parceiros.

Os jovens são escalados, substituídos e retirados até do banco de reservas sem o menor critério. Por essa experiência já passaram o goleiro Renan, os meias Gustavo e Medina, os atacantes Laerte e Cristian. Os casos mais emblemáticos são os de Rodrigo Thiesen e Johny, titulares eficientes do meio campo até Chamusca decidir por defenestrá-los sem nenhuma justificativa digerível. Cada vez que tentou se explicar o treinador só aumentou o tamanho da mentira. A última foi de doer, quando Rodrigo Thiesen estava em lugar incerto e não sabido há mais de mês e de onde de repente apareceu para virar titular contra o Fluminense.

A emenda foi pior do que as explicações anteriores: tinha empresário na arquibancada para observá-lo. Significa dizer que as questões técnicas e de interesse do time ficam em segundo plano. Enquanto isso, sabe-se lá a que custo, chegam ao Avaí pencas de jovens jogadores da mesma posição, com alguns mais velhinhos passando por extensas temporadas no departamento médico. Leonardo, Vandinho, Sávio e outros menos votados seguem como esperanças para um futuro tão distante quanto a possibilidade de o Avaí fazer boa campanha neste Brasileirão.

Pelo jeito e pelo andar desgovernado desta carruagem o único a lucrar com a parceria nas atuais circunstâncias serão os argentinos do Santa Fé. Prejuízo certo para o clube que possivelmente ainda terá que procurar um treinador com métodos mais palatáveis e coerentes.

Nenhum comentário: