sábado, 13 de junho de 2009

Um parque para Florianópolis, por favor

Caminhando pelo Parque Cidade em Brasília (foto), no final da tarde de sexta-feira, não pude deixar de pensar em Florianópolis e na minha obsessão. Nossa cidade não tem parques, não tem áreas de lazer para a população. Fora a Beira Mar Norte, temos somente um parque em Coqueiros e outro no Córrego Grande, ambos muito pequenos e sem os equipamentos necessários. Já falei com vereadores, conversei ligeiramente com o prefeito Dário Berger, no início do seu primeiro mandato, troquei idéias com jornalistas e com gente que poderia dar um empurrãozinho nessa idéia, mas até agora nada. Ninguém se interessou pelo assunto. Cito sempre como exemplos São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, três capitais importantes, próximas a nós, com imensas áreas verdes em seus centros de maior densidade populacional.

O túnel Antonieta de Barros separa o centro de Florianópolis de um espaço precioso, aquele aterro que nos leva ao sul da ilha. Lugar perfeito para um grande parque, de frente para o mar, todo arborizado, com lagos, pistas para caminhadas, ciclovias, quadras de esporte e outros equipamentos. Infelizmente o prefeito e os senhores vereadores desta maltratada cidade não estão interessados, só olham para seus respectivos umbigos, só têm tempo para o monte de baboseiras e ilegalidades que lhes rendam algum benefício logo adiante. Enquanto isso começam a surgir naquele espaço maravilhoso algumas obras não identificadas e muito suspeitas. As passarelas já foram depredadas e o mato toma conta de tudo, pelo menos até que alguém resolva fazer ali algum evento, como aconteceu recentemente com a RBS. Depois volta tudo ao normal. E eu já estou cansando desta arenga.

Que inveja!!!

Com 420 hectares, o Parque da Cidade - Sarah Kubitschek, por onde tenho andado para perder umas cem gramas, é assinado por três grandes nomes de Brasília. O projeto arquitetônico é de Oscar Niemeyer, a obra paisagística ficou a cargo de Burle Marx e a área urbanística foi desenvolvida por Lúcio Costa. E são muitas as atrações ali existentes, entre elas, parque de diversões, ciclovia, pista para patinação, velocípedes e minicarros, parques infantis, lago com pedalinhos e caiaques, bosques com churrasqueiras e lanchonetes, campos de futebol, futevôlei, vôlei de praia, kartódromo, campo de aeromodelismo, restaurantes, anfiteatro e estádio hípico. O Parque da Cidade oferece três círculos de quatro, seis e 10 quilômetros para a prática de caminhadas, cooper e passeios. Uma beleza, não? Por que não podemos ter uma área assim em Florianópolis?

Um comentário:

Aline Graziela disse...

O Cesar Jr. tem diversos projetos para parques, inclusive o Jardim Botânico, no Itacorubi, que está virando lenda.