sexta-feira, 29 de maio de 2009

Sonho de uma noite outonal


Eu acredito no judiciário brasileiro. Juro. Aqueles homens vestidos de modo anacrônico, de linguajar empolado e “notório saber jurídico”, aplicam diariamente os preceitos que norteiam a justiça. Imagino assim que o cidadão brasileiro está protegido, senhor dos seus direitos, seja qual for a sua condição social na abrangência delegada por esse contexto. A cidadania plena estabelecida pela Constituição nos é garantida com o mínimo para uma vida digna. Temos educação, saúde, segurança e emprego. Somos um povo saudável e feliz, protegido pelo exercício pleno da democracia e do funcionamento harmônico dos três poderes. A base para esta pirâmide de felicidade e equilíbrio social está na justiça, igual para todos, uma realidade desta nação.

Nenhum comentário: