segunda-feira, 20 de abril de 2009

Bola nas costas


Voltei domingo de Brasília, cidade soterrada por notícias de corrupção e malversação do dinheiro púbico. Revolta ler jornais, ver os noticiários de tevê, uma teia reveladora da falta de vergonha que se espalha pelo país a partir do Palácio do Planalto, tomando conta da Esplanada dos Ministérios e do Congresso, instituições que deveriam zelar pelo bem público, mas que acabam contaminando estados e municípios. Até o Ministério do Esporte, do comunista Orlando Silva, entrou na berlinda. Uma ONG chamada “Bola pra frente” recebe sozinha mais dinheiro (R$ 8,5 milhões anuais) do que várias outras existentes em diversos estados brasileiros. Detalhe: a sede desta organização fica em Jaguariúna, pequeno município do interior paulista e é dirigida por uma ex-jogadora de basquete eleita vereadora pelo partido do Ministro Orlando. A denúncia está na edição de domingo do Correio Braziliense.

Nenhum comentário: