terça-feira, 18 de setembro de 2007

Terça-feirs

Nova ordem

Os principais clubes europeus pertencentes ao chamado G-14 lideram movimento contra a União Européia de Futebol Associado (Uefa). A maior reivindicação é por voz e voto em assuntos decididos unilateralmente pela entidade. Os clubes brasileiros deveriam fazer o mesmo, mas preferem continuar comendo pela mão da CBF e federações estaduais.

Estrangeirice

Dunga disse em Porto Alegre que o grupo para começar as eliminatórias da Copa está praticamente fechado. Os goleiros devem ser Doni e Júlio César, com possibilidade ainda para Elton ou Gomes, todos na Europa. Tudo indica que bom pra seleção é quem atua no exterior. Exemplo: Rogério Ceni, do São Paulo, e Paulo Baier, em excelente fase no Goiás, jogadores modernos e destaques hoje no futebol brasileiro, jamais terão chance com o atual técnico da seleção brasileira.

Troféu nepotismo

O campeonato estadual feminino, anunciado para começar em outubro, terá um troféu com o nome de Ilka Peixoto, mulher do presidente da Federação, o doutor Delfim. Deve ser por relevantes serviços prestados ao futebol catarinense.

Promessas vãs I

O novo diretor da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa, deitou falação ao assumir prometendo afastar por um período os maus árbitros, incluindo aqueles reprovados em testes aplicados recentemente. Wagner Tardelli, um dos piores na prova, apitou domingo Atlético Paranaense x Palmeiras.

Promessas vãs II

O prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, está mesmo entusiasmado com a prometida grande obra do estádio Hercílio Luz. Já fala em sede para a Copa de 2014, segundo informou o Aldinho em sua coluna de ontem no Diarinho. É aí que mora o perigo. Parem de enganar o povo, as sedes da Copa no Brasil já estão definidas. E a obra do Marcílio Dias, para consumo doméstico, ainda nem começou.

Faixa enlameada

Recomendo leitura da revista Veja desta semana com reportagem sobe as falcatruas dos dirigentes do Corinthians na parceria com a MSI. Há um episódio envolvendo o então palaciano petista José Dirceu. E novas gravações liberadas pela Polícia Federal, divulgadas ontem, incriminam o deputado paulista pelo PT, Vicente Cândido. Lembrando dos acontecimentos de 2005 no futebol brasileiro o quebra-cabeça começa a ser montado. Agora se sabe como o Corinthians ganhou o título brasileiro daquele ano.

Brasileiros

O Figueirense passou pelo Juventude na estréia do técnico Alexandre Gallo com uma pequena mãozinha do clube gaúcho que teve um jogador expulso aos 30 minutos do primeiro tempo. Melhorou um pouco na tabela, mas ainda segue próximo do rebaixamento, com dois jogos fora na seqüência: São Paulo e Cruzeiro. Na série B o Avaí outra vez, remou, remou, e perdeu dois pontos ao empatar em Belém com o vice-lanterna. Criciúma torce por uma boa estréia de Cavalo e sua equipe em Fortaleza. Nova derrota tira, pela primeira vez, o representante catarinense da zona de classificação para a série A.

Aposentadoria

Guga deixa as quadras até o final do ano. Deu para sentir isso na sua entrevista no Rio de Janeiro à Rádio CBN, quando reconheceu não ter mais a mobilidade dos bons tempos. O tênis brasileiro ficará sem um herdeiro à altura, pela falta de um trabalho consistente para descoberta e sustentação de talentos.

Desinformação

A volta de Nilmar ao Internacional gerou reações curiosas – para não dizer outra coisa – em alguns segmentos da mídia esportiva paulista. Acham pequena a vitrine proporcionada pelo futebol gaúcho, esquecendo os críticos de alguns detalhes importantes: estão no Rio Grande do Sul, com Inter e Grêmio o último título do Mundial de Clubes, da Libertadores e um vice desta competição sul-americana. E ninguém vendeu mais jogadores para o exterior nos últimos anos: Daniel Carvalho, Rafael Sobis, Luís Adriano, Alexandre Pato e o próprio Nilmar saíram das divisões de base do Beira Rio, Lucas e Carlos Eduardo do Olímpico.

Descrédito

O jornal londrino “The Times” elaborou relação com os 50 melhores treinadores das últimas décadas. O holandês Rinus Michels é o primeiro da lista e o futebol brasileiro, cinco vezes campeão mundial, aparece somente em 14º com Zagalo, 18º com Felipão e 25º com Telê Santana.

Nenhum comentário: